• Home |
  • - Company Profile and News

- Company Profile and News

- Company Profile and News

  • 2024-07-20T21:26:45

Como não compareceu a sessão, a prisão agora foi decretada porque Rodrigo foi legalmente intimado e não compareceu a audiência. O advogado, que também defende os interesses da família de “Arueira”, morto ano passado por policiais da CAEMA, questionou o por quê da aplicação da lei somente ao seu cliente, quando também deveria ser válida aos policiais. “Há uma certa incoerência quando se trata destes assuntos, porque todos são iguais perante a lei. A lei deveria ser aplicada também, para aos policiais da CAEMA que assassinaram Gilberto Arueira. Em nenhum momento a polícia cogitou a possibilidade de requerer a prisão preventiva deste policiais que montaram a cena de crime e tentaram imputar a Gilberto uma conduta criminosa que não existiu”, arguiu Prates.

Em - Company Profile and News sua defesa apresentada à justiça, Gean Prates, contestou o laudo pericial do acidente, que caracterizou a batida como frontal. Segundo o advogado, o laudo não corresponde à realidade dos fatos, pois afirma que a moto colidiu lateralmente com o carro de Rodrigo. Com isso, o juiz Argenildo acabou por deferir os pedidos de nova perícia e reconstituição do acidente.

Deixe o seu comentário